Templário

Fabricantes: Horus Alfaia
Código do produto: 00800100100032
Disponibilidade: 10
Preço: R$98,00

Ordem dos Templários

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
 
Saltar para a navegaçãoSaltar para a pesquisa
Cavaleiros Templários
Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão
Pauperes commilitones Christi Templique Salomonici

Ordem dos Templários

Seal of Templars.jpg
Um selo dos Cavaleiros Templarios[1]
Subordinação Papado
Missão Ordem militar da Igreja Católica
Denominação Ordem do Templo
Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão
Criação 1118
Extinção 1312
Patrono São Bernardo de Claraval
Lema Não para nós Senhor, mas para glória do teu Nome
Pauperes commilitones Christi Templique Solomonici
Vestimentas Manto branco com uma cruz vermelha
Mascote Dois cavaleiros cavalgando um único cavalo
História
Guerras/batalhas As Cruzadas, incluindo:
Cerco de Ascalão (1153),
Batalha de Montgisard(1177),
Batalha de Hattin (1187),
Cerco de Acre (1190-1191),
Batalha de Arsuf (1191),
Cerco de Acre (1291)
Reconquista
Logística
Efetivo 15 000 — 20 000 membros em seu ápice, 10% dos quais eram cavaleiros[2]
Comando
Primeiro Grão-Mestre Hugo de Payens
Último Grão-Mestre Jacques de Molay
Sede
Quartel-general Monte do TemploJerusalém

Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão (em latim"Ordo Pauperum Commilitonum Christi Templique Salominici"), conhecida como Cavaleiros TempláriosOrdem do Templo (em francêsOrdre du Temple ou Templiers) ou simplesmente como Templários, foi uma ordem militar de Cavalaria.[3] A organização existiu por cerca de dois séculos na Idade Média (1118-1312), fundada no rescaldo da Primeira Cruzada de 1096, com o propósito original de proteger os cristãos que voltaram a fazer a peregrinação a Jerusalém após a sua conquista.

Os seus membros fizeram voto de pobreza e castidade para se tornarem monges, usavam mantos brancos com a característica cruz vermelha, e o seu símbolo passou a ser um cavalo montado por dois cavaleiros. Em decorrência do local onde originalmente se estabeleceram (o monte do Templo em Jerusalém, onde existira o Templo de Salomão, e onde se ergue a atual Mesquita de Al-Aqsa) e do voto de pobreza e da fé em Cristo denominaram-se "Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão".

O sucesso dos Templários esteve vinculado ao das Cruzadas. Quando a Terra Santa foi perdida, o apoio à ordem reduziu-se. Rumores acerca da cerimônia de iniciação secreta dos Templários criaram desconfianças, e o rei Filipe IV de França - também conhecido como Felipe, O Belo - profundamente endividado com a ordem, começou a pressionar o papa Clemente V a tomar medidas contra eles. Em 1307, muitos dos membros da Ordem em França foram detidos e queimados publicamente.[4] Em 1312, o papa Clemente dissolveu a ordem. O súbito desaparecimento da maior parte da infraestrutura europeia da ordem deu origem a especulações e lendas, que mantêm o nome dos templários vivo até aos dias atuais.

Fazer um comentário

Nome:


Comentário: Obs: HTML não suportado!

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código exibido na imagem abaixo: